quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Facebook supera um bilhão de usuários


O Facebook anunciou nesta quinta-feira ter superado a barreira de um bilhão de usuários ativos, mas o desafio para a rede social continua o de transformar sua gigantesca base de membros em retorno real financeiro.

"A partir desta manhã, há mais de um bilhão de pessoas que utilizam o Facebook ativamente a cada mês", afirmou o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em um comunicado.

"Se você está lendo isto: obrigado por dar a mim e a minha pequena equipe a honra de servi-lo. Ajudar um bilhão de pessoas a se manterem em contato é incrível, nos torna humildes e é de longe a coisa da qual estou mais orgulhoso em minha vida", completou Zuckerberg.

O Facebook informou que a barreira foi superada no dia 14 de setembro às 19h45 GMT.

"Uma pessoa a cada sete no mundo é membro do Facebook", ressaltam os analistas do site 247Wallst.com, que revelam que alguns mercados, como os Estados Unidos, estão "quase saturados", mas que ainda há potencial na China, onde o site é censurado, e na Rússia, para onde Zuckerberg viajou na semana passada.

Se fosse um país, o Facebook seria a terceira nação do mundo depois da China (1,34 bilhão de habitantes) e Índia (1,17 bilhão). Mais da metade de seus "habitantes", ou seja, 600 milhões de pessoas, se conectam à rede social por meio de um dispositivo móvil e 522 milhões acessam a página todos os dias.

O Facebook também acumula algumas estatísticas como 140,3 bilhões de "amizades", 219 bilhões de fotos publicadas e o botão "curtir" clicado mais de 1,13 trilhão de vezes.

Mas a verdadeira questão ainda é sobre a suas capacidade de transformar esses números em lucro.

A publicidade é a principal fonte de renda, mas a rede social demorou a oferecer aos anunciantes uma oferta adaptada para acessar o site a partir do celular.

No entanto, Zuckerberg afirmou no mês passado que o Facebook é agora uma "empresa móvel" e "ganhará mais dinheiro na telefonia móvel (...) do que em computadores".

A rede social ainda diz em sua homepage que o serviço "é gratuito (e sempre será)". Mas, recentemente, os anúncios de novos recursos pagos se multiplicaram.

No mês passado, decidiu cobrar das empresas que utilizam o site para fazer ofertas comerciais para seus fãs.

Ela também explora a possibilidade de oferecer um serviço mais sofisticado, uma demanda das próprias empresas, de acordo com Sandberg.

Os serviços pagos também são destinados ao público em geral.

O Facebook começou a estimular seus membros a oferecer pequenos "presentes" para os seus amigos, o que pode ser a base de uma plataforma de e-commerce.

E formalizou na quarta-feira os testes de um serviço pago para melhorar a visibilidade das publicações consideradas importantes.

Os Estados Unidos contam com o maior número de usuários do Facebook (166 milhões), seguidos por Brasil (58 milhões), Índia (55 milhões), Indonésia (47 milhões) e México (38 milhões), segundo dados do socialbakers.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...